Compartilhe, , Google Plus, Pinterest,

Imprimir

Posted in:

Veja como foram os desfiles do Grupo de Acesso

Na noite deste domingo (26) as escolas de samba do Grupo de Acesso realizaram seus desfiles oficiais. Oito agremiações passaram pelo sambódromo. Na ocasião, o público pode ver três reedições, história sobre símbolos e também a cultura nordestina. No Acesso, cada agremiação tem até 60 minutos para concluir sua apresentação e pode levar até quatro carros alegóricos.

Abrindo o evento, a Estrela do Terceiro Milênio levou para a avenida os mistérios dos símbolos. A entidade, que venceu o Grupo 1 da Uesp em 2016, trouxe mandalas, números e vários elementos que mexem com a cabeça do ser humano. Acompanhe as informações do desfile clicando AQUI.

Na sequência, foi a vez da tradicional Leandro de Itaquera mostrar novamente um dos temas mais famosos de sua história, o enredo “Babalotim”, que conta a história do afoxés. O tema foi apresentado pela primeira vez em 1989 e voltou ao sambódromo neste ano. A vermelho e branco animou o público com seu samba, mas enfrentou problemas no quesito evolução. Veja como foi acessando AQUI.

A Camisa Verde e Branco pisou forte na avenida ao reviver a história da Revolta da Chibata. O enredo, que também é uma reedição, conquistou aplausos dos espectadores e foi marcado pela forte encenação da comissão de frente. Os detalhes do desfile você confere AQUI.

As farsas e as mentiras foram contadas no desfile da Independente Tricolor. A agremiação fez uma apresentação luxuosa, com carros grandes e muita animação dos componentes. Acesse AQUI e veja como foi.

A tradicional X-9 Paulistana prestou uma homenagem ao artista plástico Inos Corradin. A verde, vermelho e branco narrou a vida e obra de Corradin. Todos os detalhes sobre a passagem da Xis você vê AQUI.

Logo depois a Imperador do Ipiranga reapresentou seu tema de 2004, que conta a história do bairro Ipiranga. O samba- enredo animou o público e a bateria ajoelhou na avenida. Fique por dentro acessando AQUI.

O clima nordestino tomou conta da passarela quando a Colorado do Brás  passou. A agremiação veio com alegorias grandiosas e caprichou no figurino de seus componentes. Acesse as informações AQUI.

A última escola a pisar na passarela foi a Pérola Negra. Rebaixada em 2016 no Grupo Especial, a agremiação da Vila Madalena apostou nas massas para tentar seu retorno à elite. Acompanhe os detalhes AQUI.

 

Comentários Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *