Mocidade Alegre: samba concorrente – David Argento e parceiros

No Carnaval 2018, a escola de samba Mocidade Alegre fará seu desfile pelo Grupo Especial com o enredo “A voz Marrom que não deixa o samba morrer”, que será desenvolvido por uma comissão de carnaval formada por Leandro Vieira, Paulo Brasil, Carlinhos Lopes e Neide Lopes. A equipe do Amantes do Carnaval de São Paulo recebeu os sambas-enredos de alguns compositores que vão concorrer na eliminatória deste ano na agremiação. Ouça o samba de David Argento, Veruska da Velha Guarda e Orlandinho Sila M.A.

 

A Mocidade pisa nesse chão
Voz Marrom em alegria
Pede Paz e União

A poesia do samba, seduziu uma nobre flor
Surge a voz negra divina cantando um grande clamor
Neste celeiro de bambas, a resistência é sabedoria
Canta a força do samba em tudo que o poeta cria
Samba de roda, samba canção e partido alto
Um batuque feiticeiro, contagiando o asfalto
Vem do Maranhão sublime voz da nostalgia
Tambor de crioula não dá para esquecer
Festejos de São João pura magia

Bumba meu boi, bumba São Luiz
Traz firme na memória coisas de raiz

Esse gostoso veneno provoca delírios de amor
Quando chora o coração surge emoções de saudade e dor
Alcione exclamação da Estação Primeira,
Fez na Morada do Samba o ponto alto da sua bandeira
Andando pelo chão de esmeraldas,
Na doce ilusão do carnaval
Chamou o sambista mais novo, e fez seu pedido final

“Não deixe o samba morrer, não deixe o samba acabar”,
Hoje o samba tem morada, tem palácio e batucada
É só a moçada firmar

Divulgue seu samba no Amantes do Carnaval de SP

Para publicar seu hino, basta encaminhar para nossa equipe o áudio do samba no formato MP3/MP4 e também a letra para o e-mail: [email protected] ou por WhatsApp (11) 98035-5822 e (11) 94718-8093. Aproveite esta oportunidade e mostre seu trabalho para mais de 30 mil apaixonados pelo Carnaval de São Paulo.

Comentários Facebook