Compartilhe, , Google Plus, Pinterest,

Imprimir

Posted in:

Lavapés ganha documentário que narra sua trajetória

A escola de samba mais antiga de São Paulo em atividade, a Lavapés, ganhou um documentário especial que conta um pouco de sua trajetória no carnaval paulistano. A exibição da obra acontece no próximo sábado (23), às 19h, no Circo da Barra, do Instituto de Artes da Unesp, Câmpus de São Paulo. Na ocasião, haverá a apresentação da bateria da Lavapés: ‘Batucada do Veludo’, e a  entrada é franca.

Com título ‘Lavapés – Ancestralidade e Permanência’, o documentário é o terceiro e último de uma série que busca refletir sobre a resistência cultural promovida pelas comunidades em risco de apagamento, que tem em suas festas e manifestações cultuais formas de resistir – e existir – diante da especulação imobiliária promovida pelas elites econômicas. “Canela Vive” e “Festa em Patrimônio – Sombra nos edifícios”, já estão disponíveis no youtube.

O material foi realizado com o suporte da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo FAPESP, do Instituto de Artes da UnespInstituto de Artes da Unesp (Departamento de Artes Cênicas, Educação e Fundamentos da Comunicação) e do Coletivo Mapa Xilográfico.

A Lavapés é escola de samba mais antiga em atividade em São Paulo (completa em 2017 oito décadas de atividade), fundada em 1937 por Madrinha Eunice, mulher, negra e periférica. Hoje, a entidade é dirigida por sua neta, Rosemeire Marcondes.

 

Comentários Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *