Compartilhe, , Google Plus, Pinterest,

Imprimir

Posted in:

Homenagem da Nenê a Curitiba tem quase uma hora de atraso

Por Gustavo Andrade
Com a colaboração de Tiago Bombonatti, Felipe Cruz, Guilherme Queiroz, Cidmara Formenton, Hugo Vicunha e Erich Marinho

Devido à pista molhada deixada por um dos carros alegóricos da Vai-Vai, o desfile da Nenê de Vila Matilde teve quase uma hora de atraso. Este ano, a Águia Guerreira prestou homenagem a Curitiba, capital paranaense, considerada cidade sorriso. O enredo “Coré Etuba. A ópera de todos os povos, terra de todas as gentes, Curitiba de todos os sonhos” foi assinado pelo carnavalesco Alex Fão.

O intérprete Agnaldo cantou os versos escritos por Kaska, Silas Augusto, Zé Paulo Sierra, Vitão, Juninho da Vila, Leo do Cavaco, Sandrinho e Luís Jorge.

A azul e branco da zona leste dividiu a história de Curitiba demonstrando o povo indígena e as riquezas da terra, o povo negro escravizado e sua fé. a vinda dos imigrantes, com sua arte aflorada e muitos outros assuntos. A seguir, confira os melhores momentos!

O desfile de ponta a ponta

Sob os comandos do coreógrafo Nildo Jaffer, a comissão de frente representou a lenda indígena das “formigas pretas” e o contato entre índios e o conquistador português.

Atrás deles, o casal de mestre-sala e porta-bandeira, Jefferson Gomes e Janny Moreno, vestiu trajes nas cores dourado e preto, e contagiou o público com sua dança, ao carregar o símbolo maior da casa.

A ‘Bateria de Bamba’, de Mestre Markão, fez diversas paradinhas. A rainha Ariellen Domiciano dançou com luxo e irreverência. Os figurinos dos componentes mostraram importantes pontos turísticos, personalidades nascidas em Curitiba e os imigrantes alemães, italianos e ucranianos. A escola fez uma bela apresentação, mas enfrentou problemas de evolução em frente setor B. A segunda alegoria teve grande dificuldade para se aproximar da ala à frente, causando um grande espaçamento.

Assim que os portões se fecharam, nossa equipe conversou com o diretor geral de harmonia, Rodrigo. Ouça a entrevista:

Comentários Facebook

Compartilhe, , Google Plus, Pinterest,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *